Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

terça-feira, 16 de setembro de 2014

O pior cego


É o que não quer ver, é o que ignora a realidade, é o que persiste no erro. Com a campanha chegando na reta final, os candidatos disputam entre si para mostrar quem é o melhor;  alguns eleitores entretanto, disputam o cargo de pior cego.

Algumas realidades que nos assombram:

1. Recessão; 2. Desemprego que já mostra sua cara, se levarmos em conta que em Agosto de 2014 houve uma queda de 20% na geração de vagas em comparação com Agosto de 2013; 3.  Queda nas vendas do comércio; 4. Desaceleração no mercado de serviços; 5. Inflação em alta, refratária a política de juros altos praticada pelo Banco Central que já afirmou que a inflação só deve voltar abaixo do centro da meta a partir de 2016; 6. Desaquecimento do mercado imobiliário e cancelamento de lançamentos de novos empreendimentos pelas incorporadoras; 7. Temos 55 milhões de pessoas endividadas, que estão protelando o pagamento de contas básicas como água e luz; 8. Crise na Eletrobrás e Petrobrás; 9. Rebaixamento na nota do Brasil para investimentos pelas agências internacionais; 10. Retração do crédito; 11. Empresas endividadas; 12. Maioria das contas do Governo Federal apresentam rombo, entre elas a da Previdência; 13. Empréstimos nebulosos para Bolívia, Cuba e Venezuela com dinheiro do BNDS; 14. Obras paralisadas.

Todos estes fatos aconteceram pela adoção de medidas equivocadas do governo atual ou pela omissão em agir no momento certo. Sendo  Dilma a Presidente da República , votar nela é insistir no erro. Mesmo porque, o governo de Dilma é pessoal e ela se gaba de interferir em todos assuntos relevantes, o que nos leva a dedução simples que a responsabilidade é dela.

De outro lado temos Marina, que quer governar com quadros do PT e do PSDB, o que não vai acontecer. Está por conta, com um Programa de Governo de 246 páginas confuso e contraditório e  com pessoas inexperientes em seus quadros. Para que suas promessas para educação e saúde sejam cumpridas, é preciso que o PIB cresça acima de 3% em meses. Tarefa impossível de ser realizada. Para diminuir a inflação, já se
admite em suas fileiras rever o percentual de 4,5%. Aumenta-se o limite para se enquadrar uma anomalia. Isto não é maquiar? Depois vemos Marina chorar porque sofreu duros ataques do PT. Quando rebate as críticas, bate em Aécio e o acusa de ofendê-la porque este declarou que ela ficou 20 anos no PT, o que de fato aconteceu. Inexperiente, sem pessoas com experiência sólida para auxiliá-la e sem apoio de outros partidos, a não ser os fisiologistas de plantão, o que nos aguarda? Mais do mesmo?

Citei aqui 14 problemas que estamos enfrentando e em nenhuma entrevista de Dilma ou de Marina há soluções concretas propostas. Não querer ver uma ou quatorze realidades pode ser uma decisão de foro íntimo; mas a coisa complica mesmo quando o pior cego guia o rebanho...

2 comentários:

  1. Hoje o candidato a vice-presidente já declarou que é impossível governar sem o PMDB. Mais do mesmo! E mais, Marina disse que quer atualizar as leis trabalhistas, sem dizer como. Perguntaram três vezes a ela quais seriam as mudanças e ela não explicou. Fácil assim!

    ResponderExcluir
  2. Se votar em um candidato é se identificar com suas propostas, não quero conhecer os eleitores de Luciana Genro.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário: