Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Casa Grande

Estou muito curiosa para assistir este filme. Produção nacional ainda sem data de lançamento, é original por sair do tripé “retrato da periferia / drama histórico / comédia romântica” que domina o cinema nacional e me parece que o faz de forma muito sensível, sob dois enfoques diferentes.

O filme conta a história de um jovem, filho de uma família bastada que aos poucos entra em decadência, sem que ninguém saiba. Baseado em fatos reais, retrata um pouco da juventude do diretor Felipe Barbosa, inclusive aproveitando locações como a casa e o colégio que ele morou e estudou.

Achei bem interessante as matérias que saíram sobre este filme, porque ao que tudo indica há o lado da família e há a nova realidade do filho, que também luta para se livrar da super proteção dos pais, que certamente é exacerbada pela nova realidade social e econômica. Acho que é um pouco sobre mudança e a dificuldade que temos em nos ajustar. Com relação aos sentimentos do filho, penso que todos passam pelo mesmo processo,  é algo inerente à adolescência e eles tem dificuldades em lidar com o desejo de voar, já que são “invencíveis e sabem de tudo”, com o momento dos pais, que geralmente soltam os filhos no mundo gradativamente, sempre com vontade de puxá-los de volta para a segurança que eles acham que proporcionam.
Fico contente com este renascimento do cinema nacional e com as novas propostas que estão surgindo. E fico muito contente com a volta de Paulínia ao cenário cinematográfico, já que este filme foi um dos destaques do festival. Depois que eu assistir, conto mais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: