Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

domingo, 29 de junho de 2014

Promessas eleitorais


Em alguns posts anteriores falei sobre alianças políticas e a barganha de cargos por minutos no horário eleitoral. Falei também que estas alianças são feitas entre partidos que não compartilham a mesma cartilha, ou seja, ideologia, propostas de governo.Em um dos meus primeiros posts falei também que não basta mudar o governo, é preciso mudar a base de sustentação e principalmente não votar novamente em políticos que usam seus cargos como moeda de troca.

Agora que a Copa está chegando na reta final,começam a aparecer as propagandas de alguns políticos, principalmente os candidatos a deputado. Para um cargo tão importante, a pessoa que defende um projeto ou mesmo uma idéia tem que saber a fundo sobre o que fala, certo? Errado! Preste bastante atenção em algumas campanhas que começam a pipocar. Tem gente prometendo a antecipação da maioridade penal, sendo que já há parecer do Conselho Nacional de Justiça afirmando que não é possível mudar este dispositivo na Constituição por ser cláusula pétrea. Por isso, os partidos e políticos estão defendendo mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA e no Código de Processo Penal.

Outras promessas são bem generalizadas e repete-se os chavões de sempre: Dinheiro para a saúde, educação e segurança.São tão generalizadas que não há um diferencial, um projeto. É só discurso.Nesta semana foi votado o Plano Nacional de Educação que elevará gradativamente até 10% do valor do PIB, o percentual repassado à Educação. Dentro deste plano, há previsão de aumento das escolas de período integral, política salarial para os professores e outras diretrizes.  Então, se aparecer algum candidato falando que vai aumentar o repasse para educação, você já sabe que já existe um Plano aprovado sobre isto.Quanto a saúde e segurança, é preciso analisar as propostas dos candidatos, lembrando que principalmente no caso da segurança, o Estado é que define as políticas.

Cuidado com as armadilhas e prepare-se para campanhas muito bem elaboradas e para muitos boatos na internet. Tem algumas publicações nas redes sociais que aconselham o eleitor a pesquisar no Google o nome do candidato. Eu acho que é a forma mais rápida para que você possa saber de fato em quem você está votando, principalmente em caso de candidato a reeleição, mas cuidado porque já está em curso uma guerra suja na internet sem precedentes, onde o objetivo é difamar candidatos, às vezes com montagens grosseiras. Utilize sites confiáveis e pesquise também os partidos políticos! 

Cuidado também com candidatos folclóricos, tipo "pior do que está não vai ficar". Ele pode se sair bem no desempenho de seuas funções, mas se a votação dele for muito expressiva, o partido dele levará ao Congresso deputados que normalmente não conseguiriam se eleger!

Resumindo: cuidado com as promessas enganosas, pesquise propostas, candidatos e partidos.Baseie suas pesquisas em sites confiáveis.Escolha seu candidato com responsabilidade! E lembre-se que eleição não é corrida, não existe voto perdido! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: