Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

quinta-feira, 12 de junho de 2014

A CPI da imoralidade

Tenho acompanhado alguns depoimentos na CPI da Petrobrás no Senado. Depoimentos não, discursos. Esta CPI pode se transformar em uma mácula gigantesca na história do Senado  Lembrando que em 2009/2010 já houve outra CPI, composta por alguns membros que se encontram nesta e que naquela ocasião já tinham examinado o caso de Pasadena e ouvido Nestor Cerveró ( o que era Presidente da Br Distribuidora até  as declarações de Dilma) é de se espantar com a falta de recato que estas pessoas se expõem. Recato mesmo, principalmente diante das evidências descobertas pela Operação Lava-Jato, onde se vê uma irregularidade atrás da outra e eles não encontraram nada! Eles perderam as tartarugas!

Se você assistir aos depoimentos, verá que os convocados falam absolutamente o que querem, sem interrupção. Ontem foi o dia de Paulo Roberto da Costa, que afirmou que não há nada de errado na Petrobrás, que o dinheiro que ele tinha com ele no momento da prisão ( R$ 700.000,00) é porque ele precisava de dinheiro vivo e que os dez mil euros eram para viagem , que nunca teve vínculo com o doleiro Alberto Youssef e que os documentos destruídos por suas filhas e genro eram deles.
Ontem o processo da Operação Lava-Jato foi devolvido para a Justiça  Federal do Paraná e as investigações foram autorizadas.  Hoje ele foi preso porque tinha um passaporte português e 23 milhões de dólares em contas na Suiça. Deve ser uma poupança para os dias difíceis!

Diante disso, podemos levantar duas hipóteses: incompetência ou defesa de outros interesses, que não são os da população. Quero deixar bem claro que há senadores muito bons, que trabalham por seus estados e por um país melhor, mas há também aqueles cuja conduta não é digna do cargo e do povo que representam.

Em vários posts anteriores eu disse  que o mandato é dado por um período de tempo pelo povo , que escolhe um cidadão para representá-lo. Eles não são donos de nada,mas se comportam como se donos fossem não só do mandato, mas das riquezas do país. Se você quer mudanças, comece mudando os políticos. No meu entendimento, são pouquíssimos os que merecem um segundo mandato. O voto é o seu instrumento de mudança. A título de informação, deixo aqui a relação dos senadores da base governista, com os devidos partidos e também repasso a informação já publicada pelo jornal “O Estado de São Paulo” de que entre estes senadores, quatro receberam contribuições para suas campanhas políticas de empresas fornecedoras da Petrobrás, que são os que tem um asterisco na frente do nome. Pense bem!
Cabe aqui, com uma adaptação, a  frase de Joaquim Barbosa : " A República não pertence a esta grei"

Senador
Partido
Vital Rego

Antonio Carlos Rodrigues
PR-SP
José Pimentel *
PT-CE
Ciro Nogueira *
PP-PI
Vanessa Graziotin*
PC do B – AM
Valdir Raupp
PMDB-RO
Anibal Diniz
PT-AC
Humberto Costa *
PT-PE
Acir Gurcacz
PDT-RO
Gim Argelo
PDT-DF

                           * Receberam doação para campanhas de empresas fornecedoras da Petrobrás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: