Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Ansiedade, o mal do século XXI

Todo mundo já sentiu ansiedade em algum momento da vida . A ansiedade é normal e inerente ao comportamento humano, uma vez que ela antecede momentos de perigo ou medo , de algo real ou imaginário. O problema é quando este sentimento torna-se freqüente ou aparece em grau elevado.
O estresse da vida moderna, onde absorvermos informações e temos que tomar decisões o tempo todo, aliado a acontecimentos marcantes, alterações hormonais ou fatores ambientais são apontados como causas do número crescente de pessoas diagnosticadas com Transtorno de Ansiedade Generalizada. Um fator curioso é que o estado ansioso pode apresentar tantas manifestações diferentes, podendo ou não aparecer em conjunto, que geralmente a pessoa não acredita que é somente a ansiedade que está por trás deles. Alguns pacientes relatam os seguintes sintomas: sudorese, taquicardia, dificuldade de concentração, irritação, inquietação, aumento ou diminuição na freqüência urinária, tonturas, diarréia,sensação de perda de controle entre outros.
Se a ansiedade estiver em níveis altos e não for tratada, poderá desencadear alguns outros transtornos, como por exemplo: problemas de relacionamento pessoal e profissional, fobia social, ataques de pânico, além do Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC).
Há vários tratamentos disponíveis, que passam pelo uso de medicamentos ou que utilizam outra abordagem. A Terapia Cognitiva ou Terapia Cognitiva Comportamental é uma linha de terapia breve, que utiliza estratégias e técnicas terapêuticas que tem por finalidade mudar padrões de pensamento o que faz com que o paciente sinta uma melhora mais rápida em comparação a outras abordagens. Lembre-se : “Cuidado com seus pensamentos, que podem tornar-se palavras, que podem virar ações, que podem virar hábitos...”
A yôga também traz excelentes resultados, pois alia o alongamento à meditação. Segundo a instrutora de yôga Rosely Baldini Carvalho, de São José do Rio Preto, o número de pessoas que buscam esta prática milenar  como tratamento auxiliar para controle da ansiedade tem aumentado bastante. Para ela, a ansiedade é o mal da sociedade moderna, que tem como prioridade o “ter” e esquece de “ser”, mudando o foco daquilo que é essencial. Dentro deste contexto, são oferecidas aulas diferenciadas, onde trabalha-se bastante a respiração.A mesma opinião é compartilhada pela instrutora de yôga Ana Junqueira, da Ana Junqueira Yôga, que também tem notado um aumento do número de pessoas que buscam suas aulas e que se queixam de ansiedade. Além de apresentar uma abordagem diferenciada para os alunos, com exercícios de relaxamento e respiração, ela também passa exercícios complementares que são muito úteis nas horas em que a ansiedade atinge o pico.

O importante é reconhecer que há algo errado e buscar uma solução. A ansiedade é controlável e o paciente não precisa abrir mão da qualidade de vida e da qualidade de seus relacionamentos. 



       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: