Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

terça-feira, 22 de abril de 2014

Sobre a graça, gesto gratuito e ternura.

Terça-feira é o meu dia favorito da semana, desde criança. Costuma ser um dia agitado, mas sem aquela loucura toda da segunda-feira. No meu caso, ariana e ansiosa, a segunda costuma ser pior porque quero fazer tudo de uma só vez. Voltamos ao trabalho hoje, depois de cinco dias de descanso e de muita flanação de minha parte.
Pouco a pouco vamos voltando a rotina, as pequenas e grandes chateações, as coisas sem importância nenhuma que tempos depois a gente se pega ainda pensando sobre elas.
Fui muito fã do U2 durante boa parte da minha vida, mais exatamente até o lançamento do álbum  "All you can't live behind", depois disso nos afastamos. Ontem tive vontade de escutar este CD. Gosto de quase todas as faixas, especialmente "Kite" e "In a little while", que a mãe do Joey Ramone disse que ele escutou muito antes de morrer. Mas o que me chamou atenção mesmo foi "Grace".
Achei muito interessante, porque ele dá vários significados para palavra e no fim ele termina dizendo que "Grace finds beautiful in everything"
Trazendo para a minha realidade, acho que falta graça (ou graciosidade) em nossas atitudes e em nossas vidas,  torna ainda mais árdua nossa missão de tentar manter a sanidade em um mundo cada vez mais louco.
Falta gentileza no falar, no olhar, nos relacionamentos. Um gesto gratuíto de carinho, uma informação a mais, um sorriso.
Acho que estamos muito acostumados a aguardar a tacada e nos colocamos sempre em posição para rebater, de preferência, para fora do campo.Mas acho que a gente não perde um minuto tentando ser a melhor pessoa.
Para terminar, fica aqui uma história : um vendedor ambulante estava tentando vender algumas quinquilharias para uma turista, que já estava sem dinheiro. Ela responde gentilmente que sente muito, mas que não dispõe de dinheiro no momento. E ele suavemente agradece e replica que ao menos, ela ainda tem sua ternura.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: