Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Pesquisas, pesquisas e pesquisas

Desenvolvi um hábito saudável ao ler notícias, principalmente quando trata-se de pesquisas: aguardar alguns dias. Ou ela será contraditada por outra pesquisa, ou será corrigida.
A última foi a pesquisa do IPEA, sobre mulheres em trajes provocantes e o merecimento do estupro. Para começar: merecer? Jura? O pesquisador perguntou isto mesmo?
Não seria o caso, após a tabulação dos dados e chegar-se a espantosa margem de 65%, de verificar todos os parâmetros da pesquisa? Ela foi feita em presídios? Alguma pergunta conduzia a uma resposta? Mas não, na ânsia que governa este país em transformar o que é médio em racista e homofóbico, por que não em estuprador também?
Depois que toda a sociedade brasileira mostrou sua indignação, ocorreu o inesperado: simplesmente os percentuais estavam trocados ! Só isso! Estamos falando do IPEA, não de uma turma do fundão do primeiro ano do ensino médio.
Mesmo com os 25% restantes, não seria o caso de localizar estes indivíduos geograficamente para que eles possam ser acompanhados pela polícia?Sim, porque 25% dos indivíduos deste país declaram que a o crime de estupro justifica-se pela roupa da vítima, dai para a ação ...
Outra pesquisa que me chamou atenção foi a que apontou que 65% das crianças até 10 anos não sabem que profissão terão. Dez anos? Jura? Quem fez a pesquisa sabia?
Quem escolhe aos 18, no ato da inscrição do vestibular, muitas vezes escolhe pelos motivos errados. O que uma pesquisa desta quer exatamente comprovar?
E aí, esta para mim é a chave do problema: o que você quer comprovar? E sabendo que os dados estatísticos podem ser manipulados, desde o tamanho da amostra, o local para coleta de dados e elaboração das perguntas, como é que se toma decisões que afetam o Brasil inteiro em cima disso?
Em cima de tantas pesquisas, acho que na febre de montrar o Brasil que o brasileiro desconhece, estão inventando outro país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: