Quem sou eu

Minha foto

Graduada em Processamento de Dados
Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Negócios

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Deficit da Previdência Social

Foi divulgado que até o momento o deficit da previdência social é de R$ 2,6 bilhões. Fico me perguntando como, uma vez que a parte do governo é complementar, ou seja, ele repassa o que falta.
São fontes de custeio da Previdência:
- Das empresas:
20% sobre a folha de pagamento dos empregados e dos avulsos. Se for instituição financeira,22,5%.
15% sobre valor bruto da nota fiscal quando contratado for cooperativa.7,6% Cofins (lucro real) ou 3% (lucro presumido) 1,65% Pis,1%,2% ou 3% a título de SAT( Seguro de acidente de trabalho para trabalhadores expostos a agentes nocivos)15% sobre o lucro real trimestral de empresas de capitalização e 9% sobre mesma base para demais empresas
Dos empregados:
8% para salários até R$ 1.247,70 - 9% de R$ 1247,70 a R$ 2.079,50 e 11% de R$ 2079,51 a R$ 4.159,00 (teto) e 12% dos domésticos.
Outras fontes de financiamento: 5% do total de apostas em páreos de corrida, 100% sobre a renda líquida dos concursos de prognósticos (loterias), 5% sobre a recita bruta de eventos esportivos ( imagina um Corinthians x Palmeiras), incluindo patrocínio e licenciamento de marcas e finalmente imóveis doados ao governo federal e outras receitas, como serviços prestados à Receita Federal.
É muito dinheiro e francamentenão não sei onde mais pode haver cobrança para cobrir este rombo. Agora eu aposto em dois dutos de vazamento: assistência social e as desonerações, que por mais que o Tesouro repasseao INSS as perdas, de algum lugar, ele tem que tirar, já que também cobre o rombo das distribuidoras de energia.
Agora o pior mesmo é saber que vc vai contribuir a vida inteira para a previdência e já ao se aposentar estará com a renda defasada! Um conselho: previdência provada complementar urgente!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: